TRANSTORNO DE PERSONALIDADE BORDERLINE COMO CONSEQUÊNCIA DO ABUSO SEXUAL EM CRIANÇAS

Autores

  • Carízia Cruz Landim Acadêmica do Curso de Medicina pelo Centro Universitário Tiradentes/ UNIT-AL. Avenida Comendador Gustavo Paiva, 5115, Apto 701 CEP 57031-530, Maceió - AL, Brasil. Contato: (88) 99812-3028.
  • Igor Carvalho de Aquino Miranda Acadêmico do Curso de Medicina pelo Centro Universitário Tiradentes/ UNIT-AL. Avenida Comendador Gustavo Paiva, 5216, Apto 1505 - CEP 57031-530, Maceió - AL, Brasil. Contato: (87) 99991-3181.
  • Isadora Silva de Lira Acadêmica do Curso de Medicina pelo Centro Universitário Tiradentes/ UNIT-AL. R. Padre Luiz Américo Galvão, 619-127 - Maceió - AL, Brasil CEP: 57038-060. Contato: (82) 99974-5023.
  • André Fernando de Oliveira Fermoseli Docente Titular II do Curso de Medicina pelo Centro Universitário Tiradentes/ UNIT-AL. Loteamento Granville, Lt. 10, Povoado Mucuri, CEP 57160-000, Marechal Deodoro - AL, Brasil. Contato: (82) 99628-0020.
  • Jaim Simões de Oliveira Docente Titular do Curso do Centro Universitário Tiradentes/ UNIT-AL. Rua Dr. Antônio Cansanção, 575, Apto 709, CEP 57035-190, Maceió - AL, Brasil. Contato: 82) 99655-7334.

Palavras-chave:

Transtorno de Personalidade Borderline, Abuso sexual, Crianças

Resumo

O Transtorno de Personalidade Borderline (TPB) é um distúrbio mental caracterizado por instabilidade na regulação emocional e resulta de uma interação entre fatores biológicos e psicossociais. O abuso sexual infantil é a violência sexual realizada contra crianças e pode causar traumas que desencadeiam distúrbios mentais, como o TPB. Eventos adversos do TPB ao longo da vida estão associado a comprometimento funcional grave e altas taxas de transtornos mentais comórbidos, automutilação e comportamento suicida. Assim, o presente artigo trata de uma revisão integrativa que busca compreender a ocorrência do TPB por consequência da violência sexual infantil, assim como o comprometimento da vida interpessoal. A metodologia utilizada foi o levantamento bibliográfico sistemático em duas bases de dados, a Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) e o Pubmed, limitando a pesquisa aos últimos cinco anos. Os descritores utilizado foram “Transtorno de Personalidade Borderline”, “Abuso Sexual” e Crianças. Foram selecionados artigos em português, inglês e espanhol. Como resultado, foi constatado que a exposição ao abuso sexual infantil está associada a prejuízos em longo prazo, exibindo fator de risco para o desencadeamento de diversas alterações de ordem psicológica e funcional. Pacientes com TPB majoritariamente sofreram traumas múltiplos na infância. Concluímos, portanto, que o TPB pode advir de traumas durante a infância e requer a necessidade do acompanhamento psicológico das vítimas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jaim Simões de Oliveira, Docente Titular do Curso do Centro Universitário Tiradentes/ UNIT-AL. Rua Dr. Antônio Cansanção, 575, Apto 709, CEP 57035-190, Maceió - AL, Brasil. Contato: 82) 99655-7334.

Graduado em Farmácia pela UFRGS, Mestre em Biologia Celular e Molecular e Doutor em CIências pelo Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular da UFRGS. Tem pós-doutorado em Enzimas dependentes de PLP pela Universidade da Califórnia, Pós-doutorado e proteínas dependentes de clusters feror-enxofre no Virginia Tech e pós doutrorado na UFAL na ecologia química da interação entre cana-de-açucar e os seus insetos-praga. Professor titular do Centro Universitário Tiradentes desde 2014. Ministra disciplinas de Bioquímica, metaolsmo, funções biológicas, bases da agressão de defesa e biologia molecular nos Cursos de Medicina, Nutrição, Enfermagem, Fisioterapia e Biomedicina.

Referências

FERREIRA, Lucas Fortaleza de Aquino; QUEIROZ, Fábio Henrique; PEREIRA, Ana Maria Luna Neri Benevides; MELO, Matias Carvalho Aguiar. Borderline personality disorder and sexual abuse: A systematic review. Psychiatry Research, v. 262, p. 70-77, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.psychres.2018.01.043. Acesso em: 22 abr. 2020.

FERRER, M; ANDIÓN, Ó; CALVO, N; RAMOS-QUIROGA, JÁ; PRAT, M; CORRALES, M; CASAS, M. Differences in the association between childhood trauma history and borderline personality disorder or attention deficit/hyperactivity disorder diagnoses in adulthood. European Archives of Psychiatry and Clinical Neuroscience, v. 267, n. 6, p. 541-549, 2017. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27658669. Acesso em: 07 mai. 2020.

FRÍAS, Álvaro; PALMA, Carol; FARRIOLS, Núria; GONZÁLEZ, Laura. Sexuality-related issues in borderline personality disorder: A comprehensive review. Personality and Mental Health, v. 10, n. 3, p. 216-231, 2016 Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/brasil/resource/pt/mdl-26840032. Acesso em: 07 mai. 2020.

HAILES, HP; YU, R; DANESE, A; FAZEL, S. Long-term outcomes of childhood sexual abuse: an umbrella review, The Lancet Psychiatry, v. 6, n. 10, p. 830-839, 2019. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/31519507. Acesso em: 07 mai. 2020.

KAPLAN, C; TARLOW, N; STEWART, JG; AGUIRRE, B; GALEN, G; AUERBACH, RP. Borderline personality disorder in youth: The prospective impact of child abuse on non-suicidal self-injury and suicidality. Comprehensive Psychiatry, v. 71, p. 86-94, 2016. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27649322. Acesso em: 07 mai. 2020.

PARKER, G; MCCRAW, S; BAYES, A. Borderline personality disorder: does its clinical features show specificity to differing developmental risk factors?. Australasian Psychiatry, v. 26, n. 4, p. 410-413, 2018. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29533077. Acesso em: 07 mai. 2020.

PORCERELLI, JH; JONES, JR; KLAMO, R; HEENEY, R. Childhood abuse in adults in primary care: Empirical findings and clinical implications, The International Journal of Psychiatry in Medicine, v. 52, n. 3, p. 265-276, 2017. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29065808. Acesso em: 07 mai. 2020.

REED, LI; FITZMAURICE, G; ZANARINI, MC. The relationship between childhood adversity and dysphoric inner states among borderline patients followed prospectively for 10 years. Journal of Personality Disorders, v. 29, n. 3, p. 408-417, 2015. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23445475. Acesso em: 07 mai. 2020.

SENGUTTA, M; GAWEDA, Ł; MORITZ, S; KAROW, A. The mediating role of borderline personality features in the relationship between childhood trauma and psychotic-like experiences in a sample of help-seeking non-psychotic adolescents and young adults. European Psychiatry, v. 56, p. 84-90, 2019. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/30599337. Acesso em: 07 mai. 2020.

STEELE, Sarah Jane et al. The epidemiology of rape and sexual violence in the platinum mining district of Rustenburg, South Africa: Prevalence, and factors associated with sexual violence. PLOS ONE, v. 14, n. 7, 2019. Disponível em https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6668777/. Acesso em: 20 abr. 2020.

TURNIANSKY, Hila et al. A history of prolonged childhood sexual abuse is associated with more severe clinical presentation of borderline personality disorder in adolescent female inpatients - A naturalistic study. Child Abuse & Neglect, v. 98, 2019. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/31639585. Acesso em: 07 mai. 2020.

WINSPER, Catherine et al. The aetiological and psychopathological validity of borderline personality disorder in youth: A systematic review and meta-analysis. Clinical Psychology Review, v. 262, p. 13-24, 2016. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26709502. Acesso em: 23 abr. 2020.

WITTHÖFT, M et al. Body-related attentional biases in patients with posttraumatic stress disorder resulting from childhood sexual abuse with and without co-occurring borderline personality disorder. Journal of Behavior Therapy and Experimental Psychiatry, v. 46, p. 72-77, 2015. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/brasil/resource/pt/mdl-25244677. Acesso em: 07 mai. 2020.

Downloads

Publicado

2021-06-07

Como Citar

Landim, C. C., Miranda, I. C. de A., Lira, I. S. de, Fermoseli, A. F. de O., & Oliveira, J. S. de. (2021). TRANSTORNO DE PERSONALIDADE BORDERLINE COMO CONSEQUÊNCIA DO ABUSO SEXUAL EM CRIANÇAS. Caderno De Graduação - Ciências Biológicas E Da Saúde - UNIT - ALAGOAS, 6(3), 224. Recuperado de https://periodicos.grupotiradentes.com/fitsbiosaude/article/view/9495

Edição

Seção

Artigos